VEM FAZER HISTÓRIA!!! SEJAM BEM VINDOS!!!.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Museu Exploratório de Ciencias da Unicamp lança a 1ª Olimpíada Nacional em História do Brasil


O Thiago passou por aqui e deixou a informação importantíssima para todos os alunos que gostam de História! Acessei o site e peguei mais informações, mas vale à pena dar uma passada lá!

Mãos à obra!!!


A 1ª Olimpíada Nacional em História do Brasil é uma iniciativa inédita de estudar e debater a história nacional, por meio da leitura e interpretação de documentos, imagens e textos.

Serão cinco fases online e uma fase final com premiação, disputadas por equipes compostas por até 3 estudantes e um professor de história.

Podem participar somente alunos de oitavo e nono anos do ensino fundamental e do I, II e III ano do ensino médio.

As inscrições vão de 1 de agosto a 15 de setembro de 2009, e a Olimpíada começa no dia 21 de setembro de 2009.


Para participar, as escolas públicam pagam o valor de R$ 15,00 por equipe, e as escolas particulares pagam o valor de R$ 35,00 por equipe.

Monte sua equipe e venha participar!

Para ter TODAS as informações e tirar dúvidas, acesse o site da Olimpíada, clicando AQUI.

O BLOG NAVE DA HISTÓRIA INDICOU O NOSSO BLOG

O Vem Fazer História foi indicado para receber o selo do site Olhos Virtuais, do Gabriel Fiorini.


Valeu Rita!

Agora, indico mais 10 blogs porque "vale à pena ficar de olho" neles!

www.cienciasempre.blogspot.com
www.filosofialimite.blogspot.com
www.profze2008.blogspot.com
www.sosdicasetruques.blogspot.com
www.clubeciencias.blogspot.com
www.ederlira.blogspot.com
www.ricardocosta.com
www.ferramentapedagogica.blogspot.com
www.of2.blogspot.com
www.alemdesonhosesaudades.blogspot.com

Você que foi indicado, copie o selo para o seu computador, e depois insira-o no layout do seu blog, ok?!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

29 DE AGOSTO - DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO


O fumo não é considerado uma droga por muitas pessoas. Se não fosse assim, não teria tanta gente fumando! Pra falar a verdade, droga é o que o cigarro faz da vida de quem não fuma, por forçar quem quer se manter saudável, a correr sério risco de sáude ao se tornar fumante passivo.

29 de agosto é o dia nacional de combate ao fumo. Abaixo, segue uma série de informações preciosas que colhi no site do Ministério da Saúde. Leiam com atenção!

Cigarro faz mal até pra quem não fuma

No Dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de agosto), o Instituto Nacional de Câncer, INCA, órgão do Ministério da Saúde responsável pela política de controle do câncer no País, aproveita para fazer um alerta: cigarro faz mal até para quem não fuma. As crianças são um dos grupos mais atingidos. Elas correm, por exemplo, um risco cinco vezes maior de sofrerem morte súbita sem razão específica. O tabagismo passivo é a terceira maior causa de morte evitável no mundo, superada apenas pelo tabagismo ativo e o consumo excessivo de álcool.

“Se os adultos soubessem o que sofrem as crianças expostas à fumaça do cigarro, nunca mais fumariam perto delas”, observa Luiz Antonio Santini, diretor-geral do Instituto Nacional de Câncer. Quando a mãe fuma depois que o bebê nasce, este sofre imediatamente os efeitos do cigarro. Segundo Santini, durante o aleitamento, a criança recebe nicotina através do leite materno. “Ela fica intoxicada com a nicotina, podendo apresentar agitação, vômitos, diarréia e taquicardia, principalmente em mães fumantes de 20 ou mais cigarros por dia”, avisa.

Em recém-nascidos, filhos de mães fumantes de 40 a 60 cigarros por dia, observaram-se resultados mais graves como palidez, cianose (coloração azulada da pele e membranas mucosas devido à falta de oxigenação no sangue), taquicardia e crises de parada respiratória, logo após a mamada. Em crianças de zero a um ano de idade, que vivem com fumantes, há uma maior prevalência de problemas respiratórios em relação àquelas cujos familiares não fumam. Além disso, quanto maior o número de fumantes no domicílio, maior o percentual de infecções respiratórias, chegando a 50% nas crianças que vivem com mais de dois fumantes em casa.

Estudos também mostram que crianças com sete anos de idade, nascidas de mães que fumaram 10 ou mais cigarros por dia durante a gestação, apresentam atraso no aprendizado quando comparadas a outras crianças: “elas são mais lentas para desenvolverem suas habilidades. Nota-se um atraso de quatro meses para a leitura e cinco, para a matemática, por exemplo”, explica Tânia Cavalcante, chefe da Divisão de Controle do Tabagismo da Coordenação de Prevenção e Vigilância do INCA.



A fumaça aspirada pelo não-fumante apresenta níveis oito vezes maiores de monóxido de carbono, o triplo de nicotina, e até cinqüenta vezes mais substâncias cancerígenas que a fumaça tragada. A fumaça que sai da ponta do cigarro contém, em média, três vezes mais nicotina e monóxido de carbono, e até cinqüenta vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça que entra pela boca do fumante depois de passar pelo filtro do cigarro.

Pesquisas nacionais e internacionais indicam que os fumantes passivos têm um risco 23% maior de desenvolver doença cardiovascular e 30% mais chances de ter câncer de pulmão. Crianças expostas à fumaça do tabaco podem desenvolver doença cardiovascular, quando adultas, infecções respiratórias e asma brônquica. Os filhos de gestantes que fumam apresentam o dobro de chances de nascer com baixo peso e 70% de possibilidades de sofrer um aborto espontâneo; 30% podem morrer ao nascer.


Fumaça Tabagística Ambiental
Os dois componentes principais da poluição tabagística ambiental (PTA) são a fumaça inalada pelo fumante, chamada de corrente primária, e a fumaça que sai da ponta do cigarro, a corrente secundária. Esta última é o principal componente da PTA, formada em 96% do tempo total da queima dos derivados do tabaco.

Algumas substâncias, como nicotina, monóxido de carbono, amônia, benzeno, nitrosaminas e outros carcinógenos podem ser encontrados em quantidades mais elevadas na corrente secundária. Isto porque não são filtrados e também devido ao fato de que os cigarros queimam em baixa temperatura, tornando a combustão das substâncias incompleta.

Análise feita pelo INCA, em 1996, com cinco marcas de cigarros comercializados no Brasil, verificou-se níveis duas vezes maiores de alcatrão, 4,5 vezes maiores de nicotina e 3,7 vezes maiores de monóxido de carbono na fumaça que sai da ponta do cigarro em relação à fumaça exalada pelo fumante.

Os níveis de amônia na corrente secundária chegaram a ser 791 vezes superiores que na corrente primária. A amônia alcaliniza a fumaça do cigarro, contribuindo para a maior absorção de nicotina pelos fumantes, e aumentando a dependência da droga. Este também é o principal componente irritante da fumaça do tabaco.

Fonte: INCA - Instituto Nacional do Cancer/ Ministério da Saúde

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O MURO DE BERLIM

Muro de Berlim: O maior símbolo da Guerra Fria

Desde os acontecimentos de novembro de 1989, já não existe o mais autêntico monumento à Guerra Fria que o mundo conheceu: o Muro de Berlim, construído 28 anos antes, já não serve para nada.

Até 1961, dezenas de alemães orientais arriscaram a vida na tentativa de atravessar limites de arame farpado. Depois de agosto de 1961, o Muro de Berlim impediu que o mundo esquecesse que a Alemanha havia sido cortada ao meio.

1987. Berlim comemorava seus setecentos e cinqüenta anos de fundação. O presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, estava presente e falou de sua esperança de que um dia aquele "muro da vergonha" deixe de existir. Ele disse:

-"Senhor Gorbachov, abra estes portões! Senhor Gorbachov, derrube esta parede!"

Na Conferência de Potsdam, ao final da Segunda Guerra Mundial, Estados Unidos, Grã-Bretanha e União Soviética haviam decidido que a Alemanha, derrotada, seria dividida. Na capital Berlim seriam criadas quatro zonas: uma inglesa, uma francesa, uma americana e uma soviética.



Em 1948, os Aliados haviam criado a famosa "Linha Berlim", que lhes permitiu sobrevoar o território de Stalin e superar o bloqueio por água.

Mas, Khruschov, que sucedeu a Stalin, foi mais longe. Em agosto de 1961 foi construído um muro de aço, concreto e arame farpado, que definitivamente separou a Alemanha Oriental da Alemanha Ocidental.

Portas e janelas das casas próximas à fronteira foram lacradas, e os moradores, forçados a mudar dali.

Quando ficou pronto, o muro media 46 quilômetros de comprimento e tinha postos de guarda em toda a sua extensão. Mesmo assim, muitos alemães orientais continuavam a arriscar a vida para fugir.

Em 1963, o presidente John Kennedy visitou Berlim e declarou: "Eu sou berlinense".

Mas o muro continuou lá por muitos anos. Muitos alemães orientais, principalmente os jovens, fartos da autocracia implantada por Honnecker, depositaram suas esperanças de uma vida melhor na glasnost de Gorbachov.

Outono de 1989. Passeatas forçaram a renúncia de Honnecker. Quem o sucedeu foi Egon Krentz. Mas, o novo regime não poderia evitar o que já era inevitável. Em 12 de novembro de 1989, Krentz foi forçado a restaurar o livre trânsito entre as duas áreas de Berlim. Os alemães orientais, eufóricos, passaram literalmente a arrancar os pedaços do muro. Milhares de pessoas já podiam passar livremente da Alemanha Oriental para a Ocidental e descobrir um mundo que lhes fora proibido por quase 30 anos.

Fonte: www.tvcultura.com.br

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

11 DE AGOSTO - DIA DO ESTUDANTE


No dia 11 de agosto de 1827, D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do país: um em São Paulo e o outro em Olinda, este último mais tarde transferido para Recife. Até então, todos os interessados em entender melhor o universo das leis tinham de ir a Coimbra, em Portugal, que abrigava a faculdade mais próxima.



Na capital paulista, o curso acabou sendo acolhido pelo Convento São Francisco, um edifício de taipa construído por volta do século XVII. As primeiras turmas formadas continham apenas 40 alunos. De lá para cá, nove Presidentes da República e outros inúmeros escritores, poetas e artistas já passaram pela escola do Largo São Francisco, incorporada à USP em 1934.

Cem anos após sua criação dos cursos de direito, Celso Gand Ley propôs que a data fosse escolhida para homenagear todos os estudantes. Foi assim que nasceu o Dia do Estudante, em 1927.

domingo, 9 de agosto de 2009

DIA DOS PAIS - 2º DOMINGO DE AGOSTO



A idéia nasceu na antiga Babilônia, há mais de 4 mil anos. Um jovem chamado Elmesu moldou e esculpiu em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai.



Nos Estados Unidos, Sonora Luise resolveu criar o Dia dos Pais em 1909, motivada pela admiração que sentia por seu pai, John Bruce Dodd. O interesse pela data difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington e daí se tornou uma festa nacional. Em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o Dia dos Pais. Naquele país, ele é comemorado no terceiro domindo de junho. Aqui no Brasil, é cmemorado no segundo domingo de agosto. A criação da data é atribuída ao publicitário Sílvio Bhering, em meados da década de 50.

Fonte: Livro "O guia dos curiosos", de Marcelo Duarte, Companhia das Letras



sábado, 8 de agosto de 2009

O ABSOLUTISMO INGLÊS - Resumo



Imagem pt.dreamstime.com

Na Inglaterra, no século XIII, o rei foi obrigado a assinar um documento que limitava os poderes da Coroa. Esse documento chamava-se Magna Carta. Foi criado o Parlamento (membros do clero, da nobreza e da burguesia), que se tornou um poderoso limitador do poder do rei.
O rei teve seu poder fortalecido só após a Guerra das Duas Rosas (1455 – 1485), um intenso conflito entre famílias nobres rivais pela posse da Coroa. Essa guerra devastou o reino, enfraqueceu a nobreza, e o povo passou a querer um governo forte que acabasse com as agitações e insegurança. Então, subiu ao trono Henrique VII, fundador da dinastia Tudor, e do absolutismo inglês.
A dinastia Tudor durou mais de 100 anos (do final do século XV ao início do século XVII). Reinaram nesse período Henrique VII, Henrique VIII e Elizabeth I. A economia se desenvolveu e cada vez mais a autoridade da Coroa crescia. A Inglaterra tornou-se uma potência comercial e marítima.



Um dos principais acontecimentos do reinado de Henrique VIII foi o rompimento com a Igreja Católica, motivado essencialmente por interesses políticos e econômicos. Henrique VIII fez o Parlamento votar o Ato da Supremacia, que o proclamava chefe supremo da Igreja Inglesa, que recebeu o nome de Igreja Anglicana. Os bens da Igreja Católica foram confiscados pela Coroa e vendidos a nobres e burgueses ingleses.
O absolutismo inglês chegou ao auge com Elizabeth I, por que em seu reinado, fez de tudo para fortalecer a autoridade real, assim como seu pai. Desenvolveu o comércio e a indústria naval, fazendo da Inglaterra a maior potência marítima do mundo.
No reinado de Elizabeth I houve uma relativa paz entre protestantes e católicos e entre a Coroa e o Parlamento, e isso deu condições ao desenvolvimento econômico do reino. O teatro inglês foi revigorado, e um dos dramaturgos mais famosos desse período foi William Shakespeare.
Com a morte de Elizabeth I, encerrou-se a dinastia Tudor, pois, como não havia herdeiros diretos, o trono foi assumido por seu primo, um membro da família Stuart.
Os seguidores do Calvinismo (os novos burgueses), em geral, não tinham os benefícios dos monopólios reais que eram concedidos aos anglicanos, e isso causava descontentamento. O s primeiros conflitos ocorreram com o rei Jaime I. Um deles foi a Conspiração da Pólvora, de 1605: católicos descontentes queriam causar a morte do rei pela explosão de barris de pólvora escondidos embaixo do Parlamento. A conspiração foi descoberta e os envolvidos foram mortos.
O novo soberano tentou estabelecer a teoria francesa do direito divino dos monarcas, colocando-se como um representante de Deus.
Depois de Jaime I, veio Carlos I. Carlos I foi mais autoritário e agravou os conflitos com o Parlamento. Em 1642, Carlos I mandou invadir o Parlamento e provocou uma guerra civil na Inglaterra. O conflito durou sete anos, e o exército do Parlamento, comandado pelo puritano Oliver Cromwell, prendeu, julgou e executou o rei Carlos I.
Essa vitória deu início à República Puritana. Em 1651, foram aprovados os Atos de Navegação. Cromwell, depois de um tempo, tornou-se ditador também.
Em 1660, com Carlos II, os Stuart voltaram ao poder. Carlos II liberou a atuação dos católicos na Inglaterra. Seu irmão e sucessor, Jaime II queria restaurar o catolicismo na Inglaterra, por isso, em 1688 o Parlamento depôs Jaime II e, em seu lugar, assumiu o trono Guilherme de Orange, um holandês protestante. Esse episódio ficou conhecido como Revolução Gloriosa. Com a Revolução Gloriosa, a burguesia assumiu o poder na Inglaterra

FRASES FAMOSAS

FRASES FAMOSAS
No site Frases Famosas tem uma infinidade de frases históricas. Sempre é muito bom lembra-las, muitas vezes são até oportunas. Tem também algumas pérolas e frases de famosos da atualidade. É SÓ CLICAR NA IMAGEM!